09/06/2021 digic

Autoridade da Concorrência francesa impõe multa de 220 milhões à Google por abuso de posição dominante

A Autoridade da Concorrência francesa impôs, esta semana, à Google uma multa de 220 milhões de euros por abuso de posição dominante no mercado da publicidade online.

A sanção é o resultado de uma negociação com o “gigante” norte-americano da Internet, que aceitou as acusações e assumiu uma série de compromissos na sua política de publicidade que se tornam obrigações.

No centro da questão está a posição dominante que a Google tem nos servidores de anúncios para editores de sites e aplicações móveis, que lhe permitiu dar tratamento preferencial às suas próprias tecnologias com a marca Google Ad Manager. Isto beneficiou, em detrimento dos seus concorrentes, tanto o funcionamento do seu servidor de anúncios DPF através do qual os editores oferecem os seus espaços publicitários para venda, como a plataforma AdX que organiza o leilão daqueles espaços.

A Google limitou a atratividade de outros servidores de publicidade, o que lhe permitiu “aumentar significativamente a sua quota de mercado e as receitas, que já por si são muito elevadas”, observou o regulador.

Além da multa, a Google terá de permitir aos concorrentes um mecanismo para possibilitar que o seu servidor DFP interopere com outros servidores externos para lhes dar a possibilidade de “uma concorrência por mérito” para que a AdX e outras plataformas externas tenham igual acesso à informação dos leilões.

Fonte: eco.sapo.pt

Contacte-nos

vamos trabalhar juntos!

Juntos tornamos a comunicação digital mais fácil!